Boneco gigante de Naná Vasconcelos é lançado na UFRPE - Recife Olinda

Estamos lançando uma sessão com a programação dos teatros.

Receba nossas informações

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Boneco gigante de Naná Vasconcelos é lançado na UFRPE

Imagem: TV Brasil - EBC

O grande mestre Naná Vasconcelos recebe neste ano uma merecida homenagem, mais precisamente no dia 25 de janeiro, às 15h, no Campus Dois Irmãos da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Encontra-se em fase final de produção um boneco gigante do percussionista, de autoria do Mestre Camarão, artesão da Casa dos Bonecos Gigantes e Mirins de Olinda, localizada no Alto da Sé. A UFRPE foi a escolhida para ser o palco da primeira aparição do boneco de Naná, ele que recebeu da Rural o título de Doutor Honoris causa em 2015, maior comenda de reconhecimento da Universidade. A Instituição prepara uma programação festiva para o grande dia, com orquestra de frevo, passistas e, especialmente, com a presença de nações de maracatu e de familiares do próprio Naná.

“Estamos todos muito emocionados com essa homenagem. Num momento em que sentimos um processo de desconstrução do trabalho deixado por Naná, um momento como esse nos sensibiliza e fortalece”, enfatizou Cenilda de Holanda Vasconcelos, irmã de Naná, que já confirmou presença no dia do lançamento do boneco. “A família está se organizando para ir ao evento. Patrícia está vibrando com essa homenagem”, disse, referindo-se à Patrícia Vasconcelos, esposa de Naná que vive nos Estados Unidos.

O Maracatu Cambinda Brasileira, de Nazaré da Mata, e o Maracatu Estrela Brilhante, do Alto José do Pinho, Recife, já confirmaram presença na homenagem a Naná. Orquestra das Pás e Escola de Frevo Abre Alas também participam da programação

Agradecida ao Mestre Camarão e à Casa dos Bonecos Gigantes e Mirins de Olinda pela escolha da UFRPE para o lançamento do boneco, a reitora Maria José de Sena destaca o caráter simbólico do evento. “A UFRPE teve a oportunidade de conceder em vida a sua maior honraria a Naná Vasconcelos. Essa é mais uma oportunidade de reafirmarmos a importância de seu nome e de sua obra. Ficamos muito felizes em prestar mais uma homenagem ao mestre”,ressaltou.

A confecção do boneco gigante está em fase final, mas o Mestre Camarão prefere fazer mistério e só revelará os segredos de sua mais nova criação no dia do lançamento. “Estamos finalizando a roupa do boneco, similar às que eram usadas pelo próprio Naná, que está sendo feita pela Janete, uma costureira aqui do Alto da Sé. No próximo domingo, vamos fazer a pintura do boneco e continuar dando os acabamentos finais até o dia da inauguração. Até lá, o segredo é total”, afirmou o artesão, que foi discípulo do mestre Sílvio Botelho por mais de 17 anos.

A ideia de homenagear Naná Vasconcelos era antiga.

“É sempre uma grande alegria fazer um boneco de um grande artista da cultura pernambucana. Sempre quis fazer um boneco pro Naná. Ele é uma referência e deixou um trabalho muito importante pra nossa cultura”, enfatizou o Mestre Camarão.  

Ronald Montenegro, representante da Casa dos Bonecos Gigantes e Mirins de Olinda, ressalta a importância da parceria com a UFRPE para o lançamento do boneco de Naná Vasconcelos.

“Já fizemos apresentações com bonecos gigantes em faculdades, mas é uma novidade para nós lançarmos um boneco dessa forma. É uma honra para nós da Casa de Bonecos levar o Naná Vasconcelos a uma universidade”, destacou.

Depois da inauguração, o boneco gigante de Naná Vasconcelos viaja ao Rio de Janeiro, onde participa do Casa Bloco, um encontro de carnavais de rua do Brasil, com representantes de Recife, Olinda, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília.

UFRPE E NANÁ
Naná Vasconcelos recebeu o título Doutor Honoris Causa em novembro de 2015, a partir de iniciativa do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da UFRPE, em virtude de sua brilhante contribuição no desenvolvimento da arte e da cultura. A Instituição reconheceu com a mesma comenda nomes como Luiz Gonzaga (2012), Ariano Suassuna (2005) e Dom Helder Câmara (1984). Naná Vasconcelos também dá nome à Escola de Música da UFRPE, que busca promover a integração de crianças e adolescentes das comunidades do entorno da Universidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário