Janeiro se despede com programação especial | Sábado (27) e domingo (28) - RecifeOlinda.com

RECIFEOLINDAONLINE@GMAIL.COM

Estamos lançando uma sessão com a programação dos teatros.

CONFIRA AS NOTÍCIAS

sábado, 27 de janeiro de 2018

Janeiro se despede com programação especial | Sábado (27) e domingo (28)







O Janeiro de Grandes Espetáculos se despede neste domingo (28) com programação diversificada. Dança, montagem para a infância e juventude, música, além de estreia teatral e lançamento de projeto entram em cartaz nos principais palcos do Recife. Sábado, o Teatro Marco Camarotti recebe o espetáculo português “... E a Vida, Afinal, é Como as Orquídeas”. No Barreto Júnior, tem dança contemporânea com “Onde Ela Anda é Outro Céu”. O Santa Isabel apresenta Egberto Gismonti e João do Pife no show“O Avião Tá de Parabéns”. Tem ainda “Alegria de Náufragos”, no Apolo, “O Último Édipo”, no Teatro Arraial, e “Histórias por um Fio”, no Hermilo Borba Filho.

Domingo, o Amaré Grupo de Teatro encena pela primeira vez “Espera o Outono, Alice”, no Hermilo. Wilma Araújo apresenta canções de Chico Buarque no Show “Com Buarque, Com Afeto, no Teatro de Santa Isabel. No roteiro infanto-juvenil, “Era Uma Vez Na Terra”, no Luiz Mendonça, e “A Bela & a Fera”, no Teatro Boa Vista.  Na programação paralela destaque para a leitura dramatizada “O Juazeiro, a Pedra e o Sol”, no espaço O Poste. Já no Teatro Arraial,  Junior Sampaio, Suzana Costa e Moncho Rodriguez lançam o projeto “Ricardo III”. 

PROGRAMAÇÃO 27/jan (sábado)


TEATRO INFÂNCIA E JUVENTUDE
Histórias por um Fio | Cia. Fiandeiros de Teatro (Recife)
11h e 16h30, Teatro Hermilo Borba Filho: Av. Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife. (81) 3355.3321
R$ 30 e R$ 15 (meia). 50min. Livre
Personagens lendários extraídos de contos da tradição oral ibérica, indígena e africana se encontram numa dramaturgia que cruzou e uniu os três povos através da figura de Mavutsinim. O deus indígena, criador de todas as coisas, tem a divertida missão de povoar o mundo de seres e de histórias. Traz à cena fios de criação que separam o dia e a noite, o céu e a terra. Mas que também juntam desejos, desafios, sementes e músicas numa rede de possibilidades diversas, de culturas tão diferentes, que consolidam e germinam sementes das raízes plurais da identidade brasileira.

Diretor: João Denys. Elenco: André Filho, Daniela Travassos, Manuel Carlos e Charly Jadson. Dramaturgo: André Filho. Direção de produção: Daniela Travassos. 


TEATRO ADULTO
... E a Vida, Afinal, é Como as Orquídeas | Gambuzinos com 1 Pé de Fora (Portugal)
18h e 20h, Teatro Marco Camarotti: Sesc Santo Amaro: Rua Treze de Maio, 455, Santo Amaro(81) 3216.1728
R$ 30 e R$ 15 (meia). 1h. 16 anos

A partir de quatro perspectivas sobre o que significa estar vivo, e não apenas respirando, o espetáculo apresenta uma realidade em que possamos, como diz Mário Quintana, aprender a desler. Propõe uma busca pela poesia como consciência do mundo, como forma específica de relacionamento com o real. É um convite ao público para que compartilhe uma viagem pelas várias dimensões dessa procura.

Idealização e coordenação do projeto: Andrezza Alves. Elenco: Andrezza Alves, Daniel Machado, Mariana Ferreira, Rafael Serrazina.


TEATRO ADULTO
Alegria de Náufragos | Coletivo Ser Tão Teatro (João Pessoa)
Gratuito (os ingressos devem ser retirados 1h antes na bilheteria do teatro). 55 min. 14 anos

A montagem é fruto de um livre diálogo do grupo com o conto Uma História Enfadonha, do russo Anton Tchekhov. Trata-se da tentativa de estabelecer pontes entre esse discurso literário de mais de um século e meio com contundentes questões de nossa própria época. Os atores incidem, sem concessões, sobre o presente e a geografia – não livrando nem a si mesmos desse crivo, com doses generosas de acidez e humor.

Dramaturgia: Giordano Castro, César Ferrario e Ser Tão Teatro. Direção: Giordano Castro e César Ferrario. Elenco: Thardelly Lima, Rafael Guedes e Cely Farias.


TEATRO ADULTO
O Último Édipo | Grupo de Teatro Lavoura (João Pessoa)
20h, Teatro Arraial Ariano Suassuna: Rua da Aurora, 457, Boa Vista(81) 3184.3057
R$ 20 e R$ 10 (meia). 1h. 14 anos

Baseado no texto dramatúrgico Édipo no Terceiro Milênio, escrito por W. J. Solha para o Grupo de Teatro Lavoura, a montagem convida a uma instigante aventura pelo universo dos mitos. A tragédia de um rei que é levado pelo destino a assassinar o pai e desposar a mãe se tornou, pelas mãos de Sófocles, uma das mais potentes fábulas da tradição ocidental. Solha capturou o mito sob perspectivas shakespearianas e freudianas e utilizou artifícios tecnológicos para traduzir o enigma da esfinge em termos políticos. A companhia tomou para si esse Édipo camaleônico e imprimiu suas próprias marcas na releitura.

Elenco: Ingrid Trigueiro, Joevan Oliveira, André Morais, Herlon Rocha. Participação especial em vídeo: W. J. Solha, Amaury Veras e Ubiratan Di Assis. Locução: Amaury Veras, Maria Juliana Linhares e Michel Costa. Texto original: W. J. Solha. Dramaturgista: Sandra Luna. Direção: Jorge Bweres. 


DANÇA
Onde Ela Anda é Outro Céu | Qualquer Um Dos 2 Companhia de Dança (Petrolina)
20h, Teatro Barreto Júnior: Rua Estudante Jeremias Bastos, s/n, Pina. (81) 3302.5914
R$ 30 e R$ 15 (meia). Dança contemporânea. 40 min. Livre

Inspirado no conto O Homem Cadente, do escritor africano Mia Couto, e nas pinturas do pintor surrealista belga René Magritte, o solo propõe a criação de uma obra coreográfica que transita pela literatura, artes visuais e dança, entendendo que o corpo do intérprete transita por diversos territórios. É uma fabulação contemporânea sobre um homem que decide buscar outros céus, outras realidades para si. Um convite à reinvenção do tempo, das leis gravitacionais, um chamado à lúdica e indispensável capacidade humana de travessia, perplexidade, encanto e solidariedade.

Concepção e coreografia: André Vitor Brandão. Direção artística: Jailson Lima. Dramaturgia: Renata Pimentel. Direção de movimento: Renata Camargo. 


MÚSICA
Egberto Gismonti e João do Pife | Diversão e Arte (Rio de Janeiro)
20h, Teatro de Santa Isabel: Praça da República, s/n, Santo Antônio. (813355.3322
R$ 100 e R$ 50 (meia)1h15. Livre
+ Vídeos: Egberto (https://youtu.be/RBI7stRVw9E) e João do Pife (https://youtu.be/Jz3QTgPgAh4)
No show “O Avião Tá de Parabéns”, dois gigantes da nossa música, entram em cena: numa ponta, um dos mais sofisticados; na outra, um dos mais intuitivos. Dois guardiões do melhor da música brasileira. Com sua Banda de Pífanos Dois Irmãos de Caruaru, João do Pife bota o carioca Egberto Gismonti na roda – que não se faz de rogado e entra no forrobodó. Na empolgação, Egberto vai tocar um indian harmonium (fole indiano) e outros instrumentos exóticos que ele não usa há tempos. Forró de todos os jeitos. Som de primeiríssima: da raiz regional à sofisticação máxima, e vice-versa.

Projeto - Em 1997, o produtor musical Geraldinho Magalhães organizou um evento no Canadá chamado “O Espírito de Villa Lobos” e nele apresentou Egberto a João do Pife. O entrosamento foi enorme. Muitas histórias. Não tocaram juntos na ocasião, mas, 20 anos depois, em uma conversa informal com Egberto, surgiu a ideia dos dois fazerem um show juntos. Ambos toparam. Esse reencontro, os ensaios para o show de estreia no Janeiro de Grandes Espetáculos e os bastidores em Caruaru estão sendo gravados para o documentário "O Avião Tá de Parabéns" - título inspirado em uma das muitas histórias que viveram juntos no Canadá -, a ser exibido pelo Canal Brasil e Rede Globo Nordeste.

Artistas - João já compôs mais de 50 músicas, sendo 20 delas registradas em dois CDs. Existem ainda mais de 25 canções inéditas. Entre as composições, encontram-se valsas, marchas, baiões, xotes, arrasta-pés, cirandas, entre outras músicas típicas da cultura popular nordestina. João possui uma trajetória recheada de viagens nacionais e internacionais, além de muitas oficinas de construção de pífanos. Egberto, nascido em Carmo, pequena cidade do interior do estado do Rio de Janeiro, gravou 15 discos entre 1977 e 1993 para o selo alemão ECM, dez dos quais lançados no Brasil pela BMG. Por meio de seu selo Carmo, recomprou seu repertório inicial e é um dos raros compositores brasileiros donos de seu próprio acervo. Sua obra foi gravada por instrumentistas como Pedro Aznar, Delia Fischer, Esperanza Spalding, Hamilton de Holanda e André Mehmari.

Direção geral: Geraldinho Magalhães. Direção musical e arranjos: Egberto Gismonti. Egberto Gismonti: piano, violão, indian harmonium, flautas, teclados. João do Pife: pífano. Participação especial: Banda de Pífanos Dois Irmãos de Caruaru.


PROGRAMAÇÃO 28/jan (domingo)



TEATRO INFÂNCIA E JUVENTUDE
Era Uma Vez na Terra | Luau Produções Artísticas e Serviços (Recife)
16h30, Teatro Luiz Mendonça: Parque Dona Lindu: Av. Boa Viagem, s/n, Boa Viagem. (81) 3355.9821
R$ 30 e R$ 15 (meia). 50 min. Livre

Para impedir a construção de um complexo industrial numa reserva ambiental, o Dr. Chucrutz viaja no tempo e traz para o presente uma índia do século 19 e um homem do futuro. Juntos, os dois viajantes resolvem convencer o homem sobre a importância de preservar o meio ambiente.

Direção: Alexandro Silva. Dramaturgia e direção executiva: Dálviton Anélio. Elenco: André Ramos, João Ferreira, Júnior Pernambuco, Múcio Eduardo e Sarah Coimbra.


ESTREIA
TEATRO ADULTO
Espera o Outono, Alice | Amaré Grupo de Teatro (João Pessoa)
17h e 20h, Teatro Hermilo Borba Filho: Av. Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife. (81) 3355.3321
R$ 30 e R$ 15 (meia). 1h. 14 anos

O espetáculo fala sobre as diversas perdas que temos ao longo da vida, as pequenas mortes do dia a dia, as saudades. É também sobre a pulsão de vida que nos habita, que persiste em existir, em vingar, apesar de tantas quedas. É sobre você, sobre mim, sobre nós, sobre Alice.

Montagem - No elenco, os atores Gustavo Soares, Isabelle Barros, Micheli Arantes e Natali Assunção se revezam em vários personagens e trazem fragmentos não-lineares da vida de Alice, uma garota com vida comum à de muitas de classe média, mas que decide tomar uma decisão extrema. As ações foram desenvolvidas a partir de experiências pessoais e coletivas dos integrantes do grupo e dos diretores, além de experimentações feitas na sala de ensaio. A pesquisa cênica foi fundamentada na técnica de improvisação Viewpoints, desenvolvida pela diretora americana Anne Bogart.

Texto – O texto final do espetáculo foi construído com um equilíbrio entre uma dramaturgia própria e enxertos da produção escrita de diversos autores, como os brasileiros Pedro Bomba, Felipe André e Marla de Queiroz e estrangeiros, como Carl Sagan. Já a cena é composta essencialmente por objetos, adereços e peças de vestuário que ajudam a reconstituir os momentos vividos por Alice e por quem conviveu com ela. Após a participação no Janeiro de Grandes Espetáculos, a peça vai cumprir temporada no Teatro Marco Camarotti nos dias 9, 10, 16 e 17 de março.

Encenação: Quiercles Santana e Analice Croccia. Elenco: Natali Assunção, Gustavo Soares, Isabelle Barros e Micheli Arantes. Texto: Analice Croccia, Quiercles Santana e AMARÉ Grupo de Teatro, com trechos de Marla de Queiroz, Pedro Bomba, Carl Sagan, Felipe André. Iluminação: Natalie Revorêdo. Figurino e cenografia: Micheli Arantes e Analice Croccia. Operação de áudio: Paulo César Freire. Narração: Paulo César Freire, Íris Campos e Paulo de Pontes. Pesquisa musical e produção: AMARÉ Grupo de Teatro.



MÚSICA
Com Buarque, Com Afeto | Wilma Araújo e Betto do Bandolim (Maceió)
18h30, Teatro de Santa Isabel: Praça da República, s/n, Santo Antônio. (813355.3322
R$ 40 e R$ 20 (meia). 1h45. Livre

No show Com Buarque, Com Afeto, Wilma Araújo apresenta canções de Chico Buarque que ficaram marcadas na memória afetiva dela e do grande público. Músicas como João e Maria, Futuros Amantes e Com Açúcar, Com Afeto estão no repertório do espetáculo.

Idealização: Wilma Araújo. Direção musical: Almir Medeiros. Voz: Wilma Araújo. Violão 7 Cordas: Vinicius Sarmento. Bandolim: Betto do Bandolim. Violoncelo, flauta, clarinete e sax: Almir Medeiros. Participações especiais: Marcus Vinicius (cavaquinho) e Kelly Rosa.



TEATRO INFÂNCIA E JUVENTUDE
A Bela & a Fera | Roberto Costa Produções (Paulista)
Domingo (28), 10h, Teatro Boa Vista: Rua Dom Bosco, 555, Boa Vista(81) 2129.5961
R$ 30 e R$ 15 (meia). 1h05. Livre

O pai de Bela vira prisioneiro da Fera e ela decide, então, entregar-se ao estranho ser em troca da liberdade do pai. No castelo, Bela descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para desfazer um feitiço e voltar à forma humana.

Direção geral e artística: Roberto Costa. Elenco: Paloma Almeida, Luciano Lucas, Mônica Vilarim, Zanel Reis, Micheline Torres, Clara Torres, Geovane Souza, Hemerson Moura, André Lins e Pablo Souza. Bailarinos: Augusto Neves, Alex Rocha, Marília Santana, Jéssica Fernanda e Karen Vanessa.


TEATRO ADULTO
... E a Vida, Afinal, é Como as Orquídeas | Gambuzinos com 1 Pé de Fora (Portugal)
18h, Teatro Marco Camarotti: Sesc Santo Amaro: Rua Treze de Maio, 455, Santo Amaro(81) 3216.1728
R$ 30 e R$ 15 (meia). 1h. 16 anos

A partir de quatro perspectivas sobre o que significa estar vivo, e não apenas respirando, o espetáculo apresenta uma realidade em que possamos, como diz Mário Quintana, aprender a desler. Propõe uma busca pela poesia como consciência do mundo, como forma específica de relacionamento com o real. É um convite ao público para que compartilhe uma viagem pelas várias dimensões dessa procura.

Idealização e coordenação do projeto: Andrezza Alves. Elenco: Andrezza Alves, Daniel Machado, Mariana Ferreira, Rafael Serrazina.



Programação Paralela sábado (27):

Paulista: Teatro Paulo Freire. Ingressos: R$ 2 e R$ 1 (meia)

16h, Chapeuzinho Vermelho
20h, O Mascate, a Pé Rapada e os Forasteiros


SARAU DAS ARTES
17h40, Centro Cultural Correios
Entrada franca. Informações: 97904.7906 e 98897.1513
Teatro, poesia, música, dança, leituras dramatizadas, circo, performance, cinema. As mais variadas formas de arte vão se encontrar no último sábado do Janeiro de Grandes Espetáculos.


LEITURA
O Juazeiro, a Pedra e o Sol | O Poste Soluções Luminosas (Recife)
R$ 10. Tragédia. 1h. 16 anos

A estória de amor entre Severino e Sebastião, casal de adolescentes do Sertão pernambucano. Após serem descobertos pela comunidade e um dos rapazes contrair HIV, eles são colocados numa casa sem portas, janelas nem telhado. Presos ali, só podem olhar para o céu, como a pedir clemência e perdão por viverem esse relacionamento amoroso.

Autor e diretor: Samuel Santos. Elenco: Naná Sodré, Agrinez Melo, Kleber Valentin, Pedro Felix, Bruno de Leon, Gilson Paz, Thadeu Borba, Erika Nery, Marcílio Moraes, Madson de Paula, Vanise Souza e Ana Benedita. Debatedor: Érico José.

CURSO
Improvisar é Preciso – Construindo a Cena com o Ser Tão
9h, Teatro de Santa Isabel: Praça da República, s/n, Santo Antônio. (813355.3322
Gratuito.

A metodologia do processo criativo do Ser Tão Teatro, possibilitando aos participantes experiências com jogos teatrais, improvisações, composição de cenas curtas, objetos em cena e princípios básicos da música para a cena.
Orientador: Grupo Ser Tão Teatro, da Paraíba.

Público-alvo: atores ou não, a partir de 14 anos. Inscrição: de 20 a 26 de janeiro, através de carta de intenção paracontato@sertaoteatro.com.br



Programação Paralela domingo (28):


Paulista: Teatro Paulo Freire. Ingressos: R$ 2 e R$ 1 (meia)
16h, O Pequeno Príncipe


LANÇAMENTO
Lançamento do Projeto Ricardo III | MLeon Produções (Recife)
17h, Teatro Arraial Ariano Suassuna: Rua da Aurora, 457, Boa Vista(81) 3184.3057
Evento para convidados.

Provocados pelo Janeiro de Grandes Espetáculos para a criação de uma obra teatral comprometida com os desafios sociais que oprimem o desenvolvimento da cultura no Brasil e, particularmente, no Nordeste, Junior Sampaio, Suzana Costa e Moncho Rodriguez assumem o compromisso de uma montagem de alto risco. A adaptação da obra de Shakespeare, com “desvariações” propícias ao momento do País, irá abrir a edição 2019 do festival.

Dramaturgia e encenação: Moncho Rodriguez. Interpretação: Junior Sampaio e Suzana Costa. A partir da adaptação de Moisés Neto.


Ingressos:
+ Programação oficial: à venda nowww.compreingressos.com/janeirodegrandesespetaculos
 e na Central de Ingressos no Teatro de Santa Isabel (de terça a domingo, das 9h às 16h).
+ Programação paralela: à venda uma hora antes do espetáculo no próprio local.

+ Fotos: http://bit.ly/jgespetaculos 
+ Programação completa em www.janeirodegrandesespetaculos.com  




Nenhum comentário:

Postar um comentário