Pesquisa

CONFIRA AS NOTÍCIAS

Músico pernambucano independente ultrapassa 17 mil visualizações em clipe

by - agosto 13, 2018

Em seu 14º ano de carreira, Fernando Torres divulga “Todo sonho novo é madrugada”: o mais novo lançamento da MPB pernambucana

O músico, cantor e compositor paulista radicado em Recife, Fernando Torres, lançou, no último dia 20 de julho, sua mais nova música autoral. Composta em parceria com o músico Rodrigo Carneiro, baixista da banda Palhaço Paranoide, “Todo sonho novo é madrugadaé uma canção com influências de vários nomes da MPB, a exemplo de Boca Livre, Milton Nascimento e Oswaldo Montenegro. “A inspiração vem de um caldeirão musical de trabalhos que acompanho há muito tempo. Sou fã da musicalidade dos compositores de Minas Gerais, desde o Clube da Esquina e tenho muita admiração por outros músicos como o João Alexandre e a dupla Sá e Guarabira”, conta o compositor.

Amigos de longa data, Fernando e Rodrigo compuseram “Todo sonho novo é madrugadaem uma parceria respectiva de música e letra. A dupla, agora, repete a dose em mais uma bela composição. A música foi gravada em um formato acústico, tendência atual do compositor, e contou com o talento do pianista Kelsen Gomes e do violonista Rodrigo Leite.



Presente em publicações de diferentes plataformas digitais (Facebook, Instagram, Youtube) o clipe de “Todo sonho novo é madrugada obteve 15.820 visualizações com uma semana de lançamento. Atualmente, o vídeo soma 17.131 vews e vem atraindo mais admiradores. Os interessados podem conferir nos seguintes links:
Fanpage Associação dos Professores do CEMO: 14 mil vews - https://bit.ly/2NRjowj
Perfil pessoal do Face (Fernando TTorres): 2700 vews - https://bit.ly/2LVknLJ
Instagram: 258 vews - https://bit.ly/2NOXvOg
Youtube: 173 vews - https://bit.ly/2uQ72Ob
FERNANDO TORRES -  Doutorando em Musicologia/Etnomusicologia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), é mestre em Musicologia/Etnomusicologia pelo Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Atualmente é professor efetivo do Centro de Educação Musical de Olinda (CEMO). Como pesquisador, escreveu o livro Bossa Nova fora do eixo: Uma história da Bossa Nova na capital pernambucana, lançado em 2015. No ano seguinte, apresentou, juntamente a Daniel Vilela, o trabalho Bossa Nova e Jequibau no XII Congresso da Asociación Internacional para el estudio de la música popular, rama América Latina em Havana, Cuba. Há dois anos, é revisor da tradicional Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, que possui mais de 150 anos de fundação.

Como cantor e compositor participou de grandes festivais de música, em todo o país, sendo premiado em alguns deles, como o Festival Nacional de Música. Dividiu palco com artistas como Oswaldo Montenegro e Guilherme Arantes. Participou do espetáculo O Baile do Menino Deus por três anos consecutivos. Gravou um DVD ao vivo, com composições autorais, no SESC de Casa Amarela, no Recife, em 2007 e possui um CD com composições autorais gravado em meados de 2004. Fez shows nos carnavais do Recife nos anos 2000 por três anos consecutivos. Participou do projeto “Música é Vida!” em parceria com o Conservatório Pernambucano de Música e a Secretaria Estadual de Saúde, levando música aos pacientes dos hospitais públicos do Estado de Pernambuco.

Fernando Torres nas redes sociais:
Instagram: @fernando.h.torres

You May Also Like

0 comentários

Boi & Brasa

About Me