3 de fev. de 2020

Mercado financeiro reduz estimativa de inflaĆ§Ć£o este ano para 3,40%

AgĆŖncia Brasil
Publicado em 03/02/2020 - 09:28   Por Andreia VerdĆ©lio – RepĆ³rter da AgĆŖncia Brasil  BrasĆ­lia




As instituiƧƵes financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram a estimativa para a inflaĆ§Ć£o este ano. A projeĆ§Ć£o para o ƍndice Nacional de PreƧos ao Consumidor Amplo (IPCA – a inflaĆ§Ć£o oficial do paĆ­s – caiu de 3,47% para 3,40%. A informaĆ§Ć£o consta no boletim Focus, pesquisa semanal do BC, que traz as projeƧƵes de instituiƧƵes para os principais indicadores econĆ“micos.

Para 2021, a estimativa de inflaĆ§Ć£o se mantĆ©m em 3,75%. A previsĆ£o para os anos seguintes tambĆ©m nĆ£o teve alteraƧƵes: 3,50% em 2022 e 2023.

A projeĆ§Ć£o para 2020 estĆ” abaixo do centro da meta de inflaĆ§Ć£o que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho MonetĆ”rio Nacional, Ć© de 4% em 2020, com intervalo de tolerĆ¢ncia de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Selic
Para alcanƧar a meta de inflaĆ§Ć£o, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa bĆ”sica de juros, a Selic, atualmente em 4,5% ao ano pelo ComitĆŖ de PolĆ­tica MonetĆ”ria (Copom). Nesta semana, o grupo faz a primeira reuniĆ£o do ano para definir a Selic.

De acordo com o boletim do Banco Central, a expectativa do mercado Ć© que a Selic caia para 4,25% ao ano atĆ© o fim de 2020. Quando o Copom reduz a Selic, a tendĆŖncia Ć© que o crĆ©dito fique mais barato, com incentivo Ć  produĆ§Ć£o e ao consumo, reduzindo o controle da inflaĆ§Ć£o e estimulando a atividade econĆ“mica.

Quando o Copom aumenta a taxa bĆ”sica de juros, o objetivo Ć© conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preƧos porque os juros mais altos encarecem o crĆ©dito e estimulam a poupanƧa. JĆ” a manutenĆ§Ć£o da Selic indica que o Copom considera as alteraƧƵes anteriores suficientes para chegar Ć  meta de inflaĆ§Ć£o.

Para 2021, a expectativa Ʃ que a taxa bƔsica suba para 6%. Para 2022 e 2023, as instituiƧƵes estimam que a Selic termine os perƭodos em 6,5% ao ano.

Atividade econƓmica
A projeĆ§Ć£o para a expansĆ£o do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviƧos produzidos no paĆ­s – variou de 2,31% para 2,30% em 2020. As estimativas das instituiƧƵes financeiras para os anos seguintes, 2021, 2022 e 2023 tambĆ©m continuam em 2,50%.

A previsĆ£o do mercado financeiro para a cotaĆ§Ć£o do dĆ³lar estĆ” em R$ 4,10 para o fim deste ano e R$ 4,05 para 2021.

Saiba mais
Conselho MonetĆ”rio Nacional passa a ter nova composiĆ§Ć£o
EdiĆ§Ć£o: ValĆ©ria Aguiar
 Tags: COPOMBCBOLETIM FOCUSSELICTAXAS DE JUROSATIVIDADE ECONƔMICA