4 de abr. de 2020

Prefeitura do Recife anuncia corte de gastos de R$ 180 milhões para criar leitos hospitalares

Em tempos de crise, causada pela pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura do Recife, através das secretarias de Finanças, Administração e Gestão de Pessoas e Controladoria Geral do Município, tem feito um esforço para cortar custos, com objetivo de garantir investimentos para salvar vidas através de criação de novos leitos de UTI e medidas de assistência social para os que mais precisam. Para isso, anuncia, nesta quinta-feira (2), um pacote para reduzir em R$ 180 milhões as despesas com revisão de contratos de prestação de serviço, consultorias, locação de veículos, combustível, energia elétrica, materiais de consumo, além de novos alugueis, passagens aéreas e diárias.


Todas as despesas de custeio serão contingenciadas pelo município, exceto, saúde. A medida será adotada até dezembro (Foto: Andréa Rêgo Barros/ArquivoPCR)



“A expectativa Ă© que a medida garanta aos cofres pĂşblicos essa economia atĂ© o final deste ano. Estamos fazendo o dever de casa, cortando despesas que neste momento nĂŁo sĂŁo prioritárias e que nos ajudarĂŁo a equilibrar as contas do municĂ­pio. Dessa forma, poderemos honrar as novas despesas para salvar vidas”, explica o secretário municipal de Finanças, Ricardo Dantas.

As medidas também serão necessárias tendo em vista a queda na atividade econômica diante do cenário de isolamento social que repercutirá na redução de receitas do município.