17 de mai. de 2020

Infectologista de Olinda orienta sobre descarte correto de máscaras

Gabriel Serrano dá alerta para a população


Ficar em casa é atualmente a melhor forma de combater a Covid-19, mas as saídas para atividades essenciais são necessárias e a orientação é que sejam feitas com máscara, de acordo com o Ministério da Saúde. Porém, o descarte desse material merece atenção e precisa de um cuidado especial.

Esses insumos, quando utilizados no ambiente clínico ou hospitalar, possuem protocolos de descarte e destinação bem específica no lixo hospitalar. Porém nas residências é preciso tomar outros cuidados e utilizar soluções simples.

"O ideal é que, no momento do descarte da máscara, ela seja virada do avesso, a parte exposta deve ficar para dentro. Antes de jogar na lixeira, coloque num envelope de plástico, em uma garrafa ou até em outra sacola. Lave bem as mãos antes e depois de manusear o material descartado", explicou o infectologista da Secretaria de Saúde de Olinda, Gabriel Serrano.

De acordo com o médico, a forma de retirada da máscara também carece de cuidados especiais.

"Tire das orelhas pelas pontas, pelo elástico, vire do avesso e coloque na sacola. Não passe a mão no rosto antes de lavar as mãos", acrescentou Serrano.

Gabriel Serrano é médico infectologista formado pela Faculdade Pernambucana de Saúde. Além da Prefeitura de Olinda, ele atua no Imip e também em Limoeiro.