header ads header adsheader ads

João Paulo discute programa de governo para o audiovisual


Em reunião com profissionais da área, o candidato a prefeito de Olinda promete apoio à revitalização do setor, hoje abandonado pelo poder público municipal

O deputado João Paulo, candidato a prefeito de Olinda, participou nesta quarta-feira (28) de uma teleconferência para escutar os profissionais do audiovisual da cidade – uma das áreas mais afetadas pela paralisação do movimento cultural olindense nos últimos quatros anos. Algumas sugestões apresentadas no encontro serão incorporadas ao programa de governo do candidato, como a retomada das obras do Cine Olinda, em parceria com o Governo do Estado, o apoio aos cineclubes e à produção local de cinema e a formação de novos profissionais em um programa que envolveria a rede municipal de ensino. “Temos que buscar parcerias para reativar a produção audiovisual na cidade, que além de enriquecer a cultura, um dos nossos bens mais valiosos, servirá também para gerar emprego e renda para muita gente”, afirmou João Paulo.

Os participantes da reunião online traçaram um quadro desanimador do audiovisual olindense que, a exemplo do que ocorre em todo o País, sofre com o descaso do governo Bolsonaro pela cultura. No âmbito municipal, conforme depoimento das pessoas presentes, o áudio visual praticamente foi banido do poder público e sequer é citado como linguagem nos documentos do Conselho Municipal de Cultura. “A cidade está careta e triste”, observou o cineasta Rafael Buda. “Mas tem vocação e potencial para entrar na cadeia produtiva do audiovisual com a instalação de empresas de finalização, áudio, correção de cores, entre outras atividades que unem cinema e tecnologia”. Uma das propostas do encontro foi a criação de um Festival de Cinema de Olinda, nos moldes do que existem em Ouro Preto, cidade que também é Patrimônio cultural da Humanidade.


Reprodução: internet.

Postar um comentário

0 Comentários

header ads header adsheader ads