header ads header adsheader ads

Olinda celebra o 14º Dia do Maracatu

A programação acontece de forma online com debates e apresentações de sete nações de maracatus



Fotos: Sandro Barros. 
Observação: ARQUIVO - Imagens realizadas antes da pandemia da covid-19. Por isso, não tem o uso da máscara. 

O maracatu de baque virado é uma das muitas manifestações da cultura tradicional de Pernambuco, é também um ícone da africanidade presente na cultura popular de Olinda. Um momento para celebrar essa manifestação cultural e rememorar personagens que dedicaram a sua vida para o maracatu, como o Mestre Luiz de França, é que a Associação dos Maracatus de Olinda (AMO) realiza no próximo domingo (01.08), a 14ª edição do Dia do Maracatu com o apoio da Prefeitura de Olinda. 

A celebração acontecerá de forma online e conta com um debate, a partir das 10h da manhã, com os .Mestres - Fabiano (Maracatu Nação Tigre); Bernardino José (Maracatu Nação Pernambuco); Márcio Carvalho (Maracatu Nação Pernambuco) e Marcionilo Pereira (Maracatu Maracambuco). Também participam, Lívia Moraes e Silva  (Historiadora da Superintendência do IPHAN-PE) e Alexandre Miranda (Representante da Secretaria de Cultura de Olinda) com mediação de Kátia Paz, presidente da AMO. A transmissão do debate será no Facebook da AMO - https://www.facebook.com/maracatusdeolinda


Na parte da tarde, às 14h, será a live no Facebook e Instagram, com as apresentações dos maracatus: Nação Camaleão; Leão Coroado; Nação de Luanda; Nação Tigre; Nação Pernambuco; Estrela de Olinda e o Maracatu Nação Maracambuco. Seguem os links da transmissão. 

Facebook: https://www.facebook.com/maracatusdeolinda

Instagram: https://www.instagram.com/associacaodemaracatusdeolinda/


Homenagem ao Mestre Luiz de França

Foto: Divulgação.


Em 1.° de agosto é celebrado o Dia do Maracatu, numa homenagem ao nascimento do Mestre Luiz de França, que se deu em 1901, na Rua da Guia, bairro do Recife, e  cresceu no bairro de São José, uma espécie de gueto de escravos libertos, local onde aconteciam cultos africanos. Guardava na memória a participação intensa no terreiro de candomblé Sítio do Pai Adão, em Água Fria, embora a sua iniciação religiosa não tenha acontecido lá.

Foi um dos filhos-de-santo de Dona Santa e herdeiro dos saberes e batuques do Leão Coroado. Luiz sempre respeitou à risca os ensinamentos de sua religião e as tradições do maracatu que assumiu do seu pai, um antigo estivador do Porto do Recife. 

Luiz de França foi o mestre e articulador do Leão Coroado. Vários Mestres de Maracatu da contemporaneidade reivindicam terem sido formados por Luiz de França, a exemplo de Walter Ferreira de França, atual mestre da Nação Raízes de África. Luiz de França faleceu em 03 de maio de 1997.


SERVIÇO - Olinda celebra o 14º Dia do Maracatu


Data: 01 de agosto


Onde: Facebook e Instagram

Endereços: https://www.facebook.com/maracatusdeolinda e https://www.instagram.com/associacaodemaracatusdeolinda/


Informações: (81) 98517-7601 - Kátia Paz (AMO)


Foto: Sandro Barros / PMO


Postar um comentário

0 Comentários

header ads header adsheader ads